78-1563 SCANTAMBURLO MAN

Fazer Atualização

Número de Aluno78-1563
Classificação354
QuadroQ AT
EspecialidadeMAN
NomeOZAR SCANTAMBURLO FILHO
Nome de Guerra de AlunoSCANTAMBURLO
Outro Nome de Guerra
ApelidosSCATA, SCANTAMBURRO
Esquadrilha na 1ª Série20
Esquadrilha na 4ª Série4
Data de Nascimento28/05/1958 (59 anos)
UF - Cidade de NascimentoES - Cachoeiro de Itapemirim
UF - Cidade de ResidênciaRJ - Rio de Janeiro / ES - Marataizes
Unidades em que ServiuBAGL Rio de Janeiro 13/07/1977
HAGL/LAQFA Rio de Janeiro 13/10/1977
EEAER Guaratinguetá 24/07/1978
1º/7º GAV (BASV) Salvador 06/08/1980
BASV Salvador 23/01/1981
BAFL Florianópolis 21/06/1982
2º/7º Florianópolis GAV 28/12/1984
BAAF Rio de Janeiro 29/04/1985
1ºGTT Rio de Janeiro 12/02/1987
BASC Rio de Janeiro 13/01/1993
PIPAR Rio de Janeiro 01/07/2005 a 26/06/2005
Data da baixa da FAB- - -
Posto/Grad e SituaçãoSuboficial R1 - Reserva em 27/06/2005 - Reformado em (data?)
Telefone Residencial021 33575097
Telefone Celular021 969513935
E-mailozarfilho@hotmail.comozarsc@gmail.com
Facebookhttp://www.facebook.com/ozar.filho
Informações AdicionaisTrabalho com armarinho (ar do mar)

Skype: geeozar
Causos, Prosas, Fatos e FichasConversa resgatada em conversa no whatsapp, Grupo Rio, dia 20/03/17 às 10:58h.
Na AFA, eu e o Bosco (peidão) sentávamos na mesa para seis pessoas, quando alguém se atrevia a sentar, a porcaria era iniciada, peidos e catarradas até que a pessoa mudava de mesa e nós dividíamos os bifes e depois pulávamos para outra mesa, até que alguém reclamou com o capitão do rancho e ele proibiu a gente de sentar na mesma mesa.
- - - - - - - - - -

Conversa resgatada em conversa no whatsapp, Grupo Família, dia 20/03/17 as 11:40h.
Eu era soldado no LAQFA, e tinha um primeiro sgt laranjeira (percevejo) que vivia me perseguindo só porque eu bebia cachaça, fumava maconha e comia algumas mulheres que lá trabalhavam, quando falei com ele para levar a minha ficha de inscrição da EEAER para o coronel assinar, sumiu com minha ficha e eu estudando, até que me veio a ideia e enviei minha ficha como civil e o endereço de Cachoeiro de Itapemirim. A qual foi aceita pela Escola. Ao receber de volta, fiquei calado. Quando na época da prova, falei com ele, e ele puto falou com um tenente CORNO, que começou a falar merda e dizendo que iria me prender. Só que, eu sempre pegava e levava os filhos dele na escola, neste momento, eu doidão, mandei a letra: já que não vou seguir carreira militar, vou pro morro ser bandido e você seu corno, vai ser a primeira vítima, pois sei tudo da sua vida. O sgt falou: tenente, ele é burrão, não passa na EEAER e o ten engoliu cuspe, me liberando para fazer a prova na condição de no setor da prova eu trocar meu endereço para LAQFA, o que fiz. Após fazer todos os exames e aguardando o telegrama que não chegava, deram minha baixa e neste dia chorando de raiva, o corno (ten) e o viado (sgt) me entregaram uma asa que SD usava e que tenho até hoje. Fui para o Espírito Santo procurar emprego sem sucesso, até que certo dia um amigo do meu pai precisava de um motorista para levar o caminhão na pedreira para carregar, o que fiz. De lá, fiz uma via sacra pelos botecos. Um vizinho me achou e disse que meu pai queria falar comigo urgente, pois eu havia passado na prova de sgt. Larguei tudo e corri para rodoviária, onde ele estava me esperando com a passagem na mão. Cheguei na EEAER no dia 24/08/78, primeiro contato foi com o sgt Tarcísio (Bucetinha), contei minha história e ele mandou eu deixar minha bolsa na 20º esquadrilha e entrar em um grupo que estava sob a cobertura do rancho. Assim fiz, pois neste dia, nossa! acabara de ser matriculado!!! Depois vim a saber o que aconteceu. O viado do sgt estava de serviço, quando meu telegrama chegou e jogou no lixo, um soldado da minha turma foi fazer faxina no alojamento de sgt e achou o telegrama amassado e de curiosidade abriu e ao saber que este era o chamado para EEAER, ligou lá para casa no ES e falou com meu pai, que tomou as providências. Já como sargento fui no LAQFA fazer uma visita e quem estava de serviço? O viado, que me cumprimentou e disse que sempre soube que eu era inteligente e de relance mandei-o tomar no cu!!!!
Hoje estou na RR e contando esta história.
- - - - - - - - - -

Conversa resgatada em conversa no whatsapp, Grupo Família, dia 20/03/17 as 12:50h.
Eu servia na BAAF e morava em Copacabana. Certo dia, após um serão, vou saindo da base e encontro o Rodrigues - ELM. Fomos beber umas , antes de ir pra casa. Chegando no boteco, tinham oito cabos da Aeronáutica bebendo, no que o Rodrigues mandou todos saírem, pois não iria beber com subordinados. Um dos cabos que tinha o apelido de Pata de Elefante, aproveitou que o Rodrigues fora ao banheiro, me pediu para acalmar a fera, pois eles estavam dividindo a conta. O cara saiu do banheiro gritando para saírem, o que foi atendido. Em seguida, o Rodrigues olha na porta do bar e diz: eles foram para outro bar, vamos tirá-los de lá. Eu disse que iria embora,pois morava longe.
No dia seguinte, encontrei o Rodrigues todo remendado de esparadrapo e perguntei o que aconteceu e ele disse que tinha sido atropelado por um caminhão que subiu na calçada. Fui no banco e encontrei o Pata de Elefante que veio perto de mim se desculpando e achei que seria por causa do ocorrido no bar e ele perguntou se eu já tinha encontrado com o Rodrigues. Disse que sim e sabia do atropelamento, no que ele falou: foi atropelado sim, por um caminhão cheio de cabos.KKKKKKKK, ou seja, comeram o Rodrigues na porrada!!! KKKKKKKKKK
- - - - - - - - - -

Conversa resgatada no whatsapp, Grupo Família, dia 20/03/17 às 13:11h.
Servindo na BASC, ao ir cortar cabelo encontrei o 78-1417 RUAS (HEL) na cantina, bebendo cachaça e comendo manga verde, porra! Entrei nessa também. Só que ao meio-dia haveria uma formatura na pista, como eu não participava de formaturas, fiquei no hangar aguardando o retorno da tropa. Pra variar, me deu uma dor de barriga e o banheiro dos Sargentos.. imundo. Fui no banheiro do comandante cagar. Eis que o fdp do major que serviu como sgt comigo no GTT, entra no banheiro e me vê sentado no vaso e pergunta o que eu estava fazendo ali. Disse que estava cagando, passei o papel no cu e mostrei para ele, que saiu vomitando. KKKKKKK. Depois deste dia, ele passou a me perseguir. Até que certo dia, eu estava no estacionamento, ele veio me dizer que pediria ao nosso comandante a minha punição. Encontrávamos só eu e ele, então mandei a letra: O fdp, sou suboficial! não vou fazer terere e posso pedir reserva a qualquer momento e se eu te quebrar na porrada, a sua promoção a Ten.Cel. vai pro caralho. Ele covarde, deixou pra lá.
Certa vez, eu já na reserva, passei por ele em um mercado de Realengo, ele me estendeu a mão e disse que me devia desculpas, pois eu era um excelente profissional e ele quis me sacanear. Eu dei um tapa na mão dele e mandei-o tomar no cu e disse que ele era um babacão. A mulher dele que estava ao lado só ficou me olhando, por pouco não a mandei também. KKKKKKKK
Atualizado por78-1218 Pereira, 78-1535 Nogueira, 78-1563 Scantamburlo
Atualizado em15/10/2017 15:31
Fazer Atualização